terça-feira, 27 de maio de 2014

Vida antes e depois da Morte




Será que morremos ou Deus tem seu propósito para cada um de nós?

Falar da morte é sempre complexo, um tema difícil e que nos impõe certo receio. Um assunto que fazemos questão de ignorar. A morte é o acontecimento humano mais temido e menos discutido.

Quando perdemos alguém que amamos através da morte, fica um vazio. Nessas horas, relembramos da convivência com a pessoa que fez parte de nós. Se acertamos na relação, só fomos bom, choramos por sua falta, se falhamos em nossas atitudes choramos pelos erros. O silêncio na casa, a sala vazia, o cheiro na roupa, o carinho, o afago, as conversas, as rizadas, os conselhos, a comida, o cheiro na cama, o silêncio por algumas horas... um vazio. As boas lembranças nos dão força e nos ajudam assimilar as mudanças da vida.

O copo é uma matéria que o espírito precisa para que possamos vê-lo. Na verdade, porém, já vivemos há muitos anos, só que antes da matéria, de forma invisível. O corpo envelhece, o espírito não, por isso é que praticamos atividades de meditação, para rejuvenescer nossas energias e alimentar o espírito, pois o corpo matéria, com o tempo, fica envelhecido e fraco.

Quando nascemos as pessoas riem e nós choramos, quando morremos as pessoas choram e nós sorrimos, porque estamos retornando à casa de Deus.
Jesus Cristo quando esteve na terra não deixou nada escrito, porém, deixou muitos ensinamentos e transmitiu poderes aos apóstolos para que transmitissem seus ensinamentos através da evangelização. Pois bem, vejamos então o que disse Jesus certa vez: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”.

O amanhã é outro dia


Não precisamos esperar amanhã para dizer que amamos, para perdoar, para abraçar, dizer que é importante que é especial.

Não! o amanhã talvez não exista mais, mas o agora sabemos que existe. As vezes quantas semanas passamos sem falar com os irmãos, com os pais, com os filhos, não dizemos para as pessoas próxima que a amamos, e muitas vezes, os motivos são banais, uma briga comum, uma discussão sem sentido.

É preciso rever nossas atitudes, perdoar mais. Nos damos o luxo de passar uma, duas semanas sem falar com as pessoas que amamos. O futuro é incerto, talvez no final do dia não tenhamos a oportunidade de 3 minutos pra conversar com alguém que foi importante, que foi parte de nós.

Muitas vezes não conversamos porque estamos com pressa, temos problemas pra resolver, estamos de saída para o trabalho, estamos com atrasados para o compromisso.

Não espere as pessoas morrerem, irem embora, não espere o definitivo bater na sua porta, nós não conhecemos a vida e não sabemos o que virá amanhã, viva como se fosse o último dia da sua história, se hoje você tivesse que realizar a sua última ceia, porque é conhecedor que hoje é o último de sua vida, certamente você não teria tempo para pressa. Celebre literalmente, viva como se fosse a ultima oportunidade de amar quem você ama, de olhar nos olhos de quem pra você é especial. Não perca a oportunidade...! O amanhã é outro dia...!

Sócrates um grande filósofo afirmou que a “vida sem exame não é digna de um ser humano”, ele quis dizer que a vida que não é pensada, problematizada, questionada, não merece ser vivida. Daí o sentido da mensagem “Conheça-te a ti mesmo”, adotada por ele.

Para Sócrates, a alma é superior ao corpo e encontra-se nele como se encontra numa prisão. Assim, a morte liberta a alma desta prisão e lhe encaminha para uma vida melhor. Por isso, devemos cuidar mais da alma e não temer a morte.

Em seu julgamento, Sócrates, ao despedir dos juízes, revela que a morte é um mistério, ao afirmar: “bem, é chegada a hora de partirmos, eu para a morte, vós para a vida. Quem segue melhor rumo, se eu, se vós, é segredo para todos, menos para a divindade”.
 



Por pior que seja à noite, o amanhã é sempre outro dia.




0 comentários: