quinta-feira, 27 de outubro de 2011

PT 31 anos: “É preciso, vamos!”

Era 31 de março de 2004. Um ato para relembrar os 40 anos do golpe de 1964 aconteceria no Teatro Elis Regina, em São Paulo. Lélia Abramo foi convidada, mas sentia muitas dores, provocadas por uma fratura na bacia. Ao ser indagada por Tadeu de Pietro se queria mesmo ir, ela respondeu:

- É preciso, vamos!

Lélia Abramo, uma das fndadoras do PT

A determinação de Lélia, uma das fundadoras do PT, traduz a disposição que caracteriza os militantes e o Partido dos Trabalhadores. Se era preciso ir, então o PT estava lá, apontando para frente, enfrentando os desafios e tratando de superá-los. Foram inúmeros os momentos, desde 1980, que partido e militância foram chamados a se posicionar e desfraldar bandeiras.

No momento de fundação do PT, ninguém poderia imaginar que em 31 anos o partido teria quase 1,5 milhão de militantes, 60 mil dirigentes, já teria conquistado cadeiras nas Câmaras Municipais, nas Assembleias Legislativas, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Também não se poderia imaginar ali que, ao completar 22 anos, o partido elegeria o presidente da República do Brasil. E que quatro e oito anos depois, reelegeria um representante para o mesmo cargo.

O PT agregou desde o início sindicalistas, estudantes, muitos movimentos sociais e militantes dos mais diferentes segmentos e em todas as partes do país. E esses militantes foram a força motriz do partido. Durante os 31 anos essa militância vem comparecendo às urnas nas eleições e consultas internas, saiu às ruas para defender os candidatos do partido e se fez presente com suas camisetas vermelhas e bandeiras nas mãos nos momentos mais importantes da vida do país. Nos momentos de euforia, era a militância que saia às ruas para comemorar eleições ganhas, mas nos momentos de crise, foi essa mesma militância que apontou a direção que o partido deveria tomar.

Aos 31 anos, o Partido dos Trabalhadores é referência nacional e internacional. Participa de fóruns nacionais e internacionais e é convidado a apresentar sua experiência em países nos quais a esquerda procura se organizar, sempre fiel aos princípios de combate às desigualdades e à defesa da liberdade e da democracia. A solidariedade é uma das principais características que norteiam o partido e isso se refletiu também nas duas gestões do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e agora no governo da presidenta Dilma Rousseff que se inicia.

Fonte: blog de olho nas feras

Cultura além do consagrado

O Brasil mudou e mudou também a forma de ver e fomentar a cultura, incluindo aí tudo que se produz, desde o artesanato até os grupos tradicionais de forró, passando pela união de forças entres descendentes de quilombolas e pomeranos no Sul do país.

Em Janduis (RN) ponto de cultura “Em Cena Ação” durante espetáculo
Em Janduis (RN), ponto de cultura “Em Cena Ação”, durante espetáculo

Falar sobre Pontos de Cultura – capítulo importante do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura – sempre rende conversas longas, relatos variados e conclusões diversas, mas há um consenso: a experiência pode mesmo fomentar o que já existe e estimular o surgimento de variadas formas de expressão cultural do Brasil.

De 2003 a 2009, foram 7 mil projetos financiados em mais de duzentos editais públicos – que antes não existiam. É nesse contexto que nasce o programa e os pontos, tendo como pano de fundo a diminuição da segregação social no país, multiplicando os espaços e as chances reais de milhões de pessoas.

Condição para ser um ponto de cultura é estar em rede, a fim de trocar informações, experiências e realizações. Segundo as regras publicadas no site do MinC, organizações e entidades interessadas “devem solicitar a criação da rede de Pontos de Cultura ao MinC, indicando o número de pontos a serem selecionados (uma rede é constituída por, no mínimo, quatro Pontos) e dispor de contrapartida financeira mínima de um terço do valor total do convênio a ser firmado”.

Mas o ponto não tem um modelo único, nem exige instalações físicas, programação ou atividade. Um aspecto comum a todos é a transversalidade da cultura e a gestão compartilhada entre poder público e comunidade.


Fonte: revista teoria e debate

A nova troca no Ministério dos Esportes

 
Ex-ministro Orlando Silva

Desde a crise de Palocci, ao longo de seis meses, o governo Dilma tem sido pautado pela mídia. Dá para fazer a periodização do governo, conforme os casos na berlinda pelas denúncias da mídia.

Agora correspondeu a Orlando Silva. O roteiro é mais ou menos o mesmo, as acusações podem aparentar ter mais ou menos credibilidade, mas o ímpeto e a reiteração são os mesmos, ate’ derrubar o ministro. O método tem se mostrado infalível.

A decisão de substituição de Orlando Silva estava tomada pelo governo na semana passada, não porque desse fé às acusações, mas porque acreditava que ele estava enfraquecido para ser uma peça fundamental na parada dura que o governo encara com o envio do projeto de lei sobre a Copa do Mundo ao Congresso.

O esquema que foi aventado de uma troca que envolvia outro ministério (Cultura) era real, terminou não funcionando porque a pessoa (Pelé) sondada para substituir Orlando no ministério não aceitou e a questão voltou para o ponto de partida.

Orlando pediu um tempo para rebater as acusações, mas para o governo o que contava era a possibilidade dele retomar condições políticas de conduzir as discussões em torno da Copa do Mundo, a contar pela ida à Câmara ontem. A oposição, com uma ferocidade gorila, totalmente destemperada, tratou de perturbar a discussão em pauta, para buscar demonstrar que qualquer aparição do Orlando seria recebida em função das acusações, impedindo-o de politicamente atuar como o ministro que o governo requer.

Esta acabou sendo a razão da saída do Orlando, anunciada para ser formalizada, não a aceitação das acusações contra ele pelo governo. É como se um jogador estratégico de um clube fosse jogar machucado, sem as melhores condições físicas.
A decisão de manter o ministério com o PC do B por parte do governo requer da parte do novo ministro substituição em vários cargos de pessoas envolvidas nas acusações e abandono da utilização de ONGs para projetos do ministério.

Em geral, no caso de um ministro substituído nessas condições, as acusações desaparecem no dia seguinte na imprensa, mostrando que eles não se interessam por acabar com a corrupção, mas se valem de acusações – mesmo vindas de pessoas notoriamente desqualificadas – para derrubar ministros, seja para enfraquecer o governo, seja também para fazer prevalecer seus interesses.

Neste caso, é preciso ver se o quarteto interessado diretamente nas questões centrais do ministério – Abril, Globo, Fifa, Ricardo Teixeira – vai se acalmar ou acreditará que a permanência do ministério com o mesmo partido, seguirá representando obstáculos a que seus interesses prevaleçam, na medida que o mesmo partido seguiria à frente do ministério.


 Aldo Rebelo assume pasta

 
Com a nomeação do deputado paulista, a pasta segue nas mãos do PCdoB, aliado importante do governo Dilma.
Após a queda de Orlando Silva, a presidenta Dilma Rousseff confirmou o deputado Aldo Rebelo como o novo titular do Ministério do Esporte. A decisão foi anunciada na manhã desta quinta-feira 27 e a posse ocorrerá na segunda-feira 31.

Após a reunião com a presidenta Dilma Rousseff que o chancelou para o cargo no Palácio do Alvorada, Rebelo agradeceu a oportunidade em público. “Eu disse à presidenta que aceitava como um desafio e procuraria me desincumbir da tarefa da melhor forma possível”.


Fonte: blog do Emir Sader

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Amistoso entre Tarauacá e Cruzeiro do Sul

Clube dos Boleiros fará amistoso em Cruzeiro do Sul

Neste final de semana o Clube dos Boleiros estará fazendo um jogo amistoso de futebol na cidade de Cruzeiro do Sul. Com objetivo de fazer intercâmbio e ampliar amizades através do futebol, faremos um encontro com antigos atletas de Tarauacá e Cruzeiro.

A rivalidade dentro de campo entre Tarauacá e Feijó quase não existe mais, isso se deve ao fato de muitos jogadores estarem participando do campeonato feijoense. Quando há convivencia é impossível não se construir uma relação de amizade. O futebol tem contribuido bastante nesse sentido.

Tarauacá e Cruzeiro do Sul, outro município vizinho, sempre tiveram seus desintendimento dentro de campo. Hoje, por razões desconhecidas não somos mais convidados para participar do Copão do Juruá. Na última vez que Tarauacá participou foi campeão, talvez seja essa a razão. Passado os tempos, agora o momento é outro, é hora de reunirmos novamente e reiniciar, promover o encontro de gerações que fizeram história no futebol acreano.

Sairemos sábado, 29 de outubro, pela manhã, jogaremos a tarde  as 5:30h, domingo teremos um encontro envolvendo as duas equipes.


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Saúde: Cigarro X Vida Sexual

Cigarro é mais um dos fatores que podem prejudicar a vida sexual

Que fumar é prejudicial à saúde todo mundo sabe. Mas quando se fala nos danos causados pelo fumo, os que primeiro vêm à mente são os males ao pulmão e ao coração.
A vida sexual, no entanto, também pode sair e muito prejudicada. Estudos recentes relacionam o fumo até mesmo com infertilidade, tanto feminina quanto masculina. O Ministério da Saúde lista uma série de problemas decorrentes do ato de fumar, e um deles é a impotência sexual no homem.

Homens que fumam têm 40% mais risco de sofrer de impotência do que aqueles que não fumam. Isso porque as substâncias encontradas no fumo podem reduzir o fluxo de sangue nos vasos sanguíneos que percorrem o pênis. Quanto maior o número de cigarros, maior a chance do fumante ter problemas na performance sexual, o que pode se tornar irreversível.

"Ao fumar, o indivíduo está colocando dentro do seu organismo mais de 4 mil substâncias tóxicas, que vão trazer prejuízos ao corpo todo. O tabagismo é um dos fatores para a aterosclerose, que, simplificando, é o depósito de gordura dentro das artérias, dificultando a circulação. Problemas de circulação estão no topo das causas da impotência", explica o médico Érico Delgado.

Segundo ele, é crescente o número de pessoas que buscam alternativas para obter mais qualidade de vida e um envelhecimento saudável, mas, ao mesmo tempo, alguns hábitos maléficos persistem."Apesar do conhecimento de todo o mal que o tabagismo provoca, ainda são milhões de pessoas fumantes", afirma. Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) e do Ministério da Saúde apontam que um terço da população mundial adulta cerca de 1,3 bilhão de pessoas fuma, e no Brasil, 18,8% da população é fumante.

"A Medicina Preventiva tem hoje várias ferramentas e orientações para atuar na prevenção ou na detecção de problemas e desequilíbrios nos estágios iniciais, mas hábitos comprovadamente de risco à saúde precisam ser abandonados", defende o especialista."Quem quer ter um vida saudável hoje e no futuro precisa pensar a longo prazo, mas agir desde já", finaliza o medico Érico Delgado.

Fonte: portal saude

Qualidade de Vida

Apesar da correria diária, estresse, ansiedade, angústias e os sofrimentos vividos pelas pessoas, a qualidade de vida ainda é uma busca constante. Para alcançar o bem-estar pleno é necessário distinguirmos qualidade de vida de qualidade para a vida.
O termo qualidade de vida está ligado a gerenciamento de tempo, quando conseguimos viver diversas experiências. Ou seja: trabalhar, praticar esporte, se divertir e relaxar. Mas com tantas atividades a serem feitas acabamos fazendo tudo sem conseguir deixar a tensão de lado.

Já a qualidade para a vida não é a proposta de ter tempo para tudo, mas sim saber utilizar bem seu tempo. Por exemplo:
- No trabalho: busque minimizar os efeitos do estresse;
- Em casa: quando está na companhia dos filhos esteja presente sem se preocupar com outros assuntos;
- Na academia: malhe, liberte-se, sinta-se melhor com um tempo exclusivo para você.

Conclusão: é preciso estar plenamente em cada atividade para vivenciá-la como deveria. Quando se está em uma ação todas as outras se tornam irrelevantes, nos concentramos no hoje, no agora e vivenciamos melhor cada experiência nos sentindo mais inteiros e mais tranquilos também.

Para ter uma boa saúde física e mental é preciso estarmos bem conosco, com a vida, com quem está próximo, refletindo sobre as nossas sensações e sentimentos. Para alcançar esse equilíbrio busque manter hábitos saudáveis do corpo e da mente, priorize o balanceamento entre a vida pessoal e profissional e reserve tempo para o lazer e saúde espiritual.

Ter tempo hábil para realizar todas as atividades diárias não é fácil, especialmente quando temos que lidar com um inimigo que afeta também nossa saúde, o estado de estresse. Uma pessoa muito estressada e tensa durante todo o dia, libera um hormônio chamado cortisol que, ao permanecer por muito tempo no organismo, baixa a nossa imunidade. Essa alteração pode acarretar desde uma gripe até o desenvolvimento de um câncer. Por isso, devemos viver da melhor forma o que a vida nos oferece, tanto as experiências boas quanto ruins. É preciso gerenciar a ansiedade, a pressão, a tensão e o estresse que a sociedade contemporânea nos impõe e lembre-se: o mais importante é sempre o que você está vivenciando agora, deixe o depois para resolver depois.

Fonte: eagora.com.br

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

FIFA descarta Orlando Silva

FIFA descarta Orlando Silva e pede novo representante para discutir a Copa

Os principais executivos da Fifa anunciaram nesta sexta-feira que estarão no Brasil em novembro para uma reunião com a presidente Dilma Roussef. O principal assunto será a aprovação da Lei Geral da Copa, tema que tem incomodado a entidade na organização da Copa do Mundo de 2014.

Pelo discurso do presidente Joseph Blatter e do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, o ministro do Esporte Orlando Silva já é carta fora do baralho.

Ambos não quiseram comentar a situação do ministro, cujo nome está envolvido em suposto caso de suborno e tomou conta do noticiário no Brasil.

O secretário-geral da Fifa, Jeróme Valcke, escancarou a vontade da Fifa em conversar com um novo interlocutor sobre a Copa do Mundo de 2014. Durante entrevista nesta sexta-feira após congresso da entidade, o dirigente disse que espera um novo representante do Governo diferente do ministro dos Esportes, Orlando Silva, para negociar sobre assuntos relativos ao Mundial.

Orlando passa por um momento delicado no cargo após denúncias de participação em um esquema de desvio de verbas em contratos públicos com Organizações Não Governamentais (ONGs). Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o ministro será demitido da pasta nos próximos dias.

Nos bastidores já se discutira que, apesar das posições duras de Dilma Rousseff, é melhor lidar diretamente com a presidente para resolver detalhes importantes para a Copa que deveriam ter sido definidos no final de 2009, mas ainda seguem pendentes.

A entidade espera uma definição o mais rápido possível sobre a Lei Geral da Copa, que está causando grande mal-estar na relação com o Palácio do Planalto. A questão mais delicada para a Fifa nas negociações com o governo Dilma são os privilégios para os detentores dos direitos de transmissão e outros impasses relacionados a questões de marketing.

Discussões sobre a venda de bebidas alcoolicas nos estádios e a meia-entrada nos ingressos do Mundial são considerados temas relevantes, mas não primordiais. Isso porque eles afetam os negócios diretos da federação, que teria condições de absorver ou contornar eventuais perdas. Já os impasses relacionados aos direitos de transmissão envolvem parceiros que injetam verdadeiras fortunas na entidade.

A presidente da República, Dilma Rousseff, está tão preocupada com a crise do Ministério do Esporte que convocou uma reunião de emergência logo que chegou de Angola. Ela já está certa de que o desgaste político de Orlando Silva é irreversível, e decidiu tirá-lo do comando da pasta. Mas a tendência é que o PC do B mantenha o controle do ministério.

Fonte: esportes.uol.com.br

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Palestra para filiados e militantes petistas


 A Juventude PT de Tarauacá promove HOJE, 6ª Feira (21/10/2011) no auditório da CEDUP (Em frente ao Instituto São José) às 18:30 hs curso sobre Formação Política e de Liderança com intuito de promover e estimular a participação nos debates Políticos e que juntos possamos construir um futuro melhor para nossa cidade. O Evento contará com a participação do Vice-Presidente do PT no Acre Francisco Afonso Nepomuceno, o Carioca, além de lideranças locais.

A formação política, coerente com a característica plural e democrática do Partido, deve ser estimuladora do exercício crítico, superando o dogmatismo e a retransmissão de verdades prontas. Sua metodologia deve adotar como base a pluralidade de visões e interpretações existentes no Partido e na sociedade, fazendo do debate, da dúvida e da polêmica uma estratégia sempre presente em suas atividades. (Art. 241 do Estatuto do PT)

O futuro já começou. Vamos juntos participar da construção de um novo tempo para Tarauacá.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Professora de Educação Física é eleita 'Educadora do Ano de 2011'

Fernanda Pedrosa de Paula, venceu concurso que envolvia outros 2.828 educadores.

O projeto vencedor tem o nome de "Respeitável público: o circo na escola".

Do lado de fora da estação Julio Prestes, frio e chuva fina davam um boas-vindas tipicamente paulistano aos mais de 1.200 convidados que chegavam à sala São Paulo, no coração da capital. Clima bem diferente os aguardava do lado de dentro: animação, orgulho e emoção deram o tom da maior premiação da Educação brasileira.
Centenas de professores, gestores públicos e autoridades como o ministro da Educação, Fernando Haddad, o secretário estadual de Educação, Herman Woordwald e o secretário do município, Alexandre Schneider prestigiaram o evento. As estrelas da noite, entretanto, eram quase para contar nos dedos: uma coordenadora pedagógica e dez professores escolhidos como vencedores do Prêmio Victor Civita – Educador Nota 10. Seus projetos, uma seleta do melhor ensino do país.

Escolhidos por 14 especialistas de diferentes áreas da Educação, os trabalhos vencedores destacaram-se dentro de um universo de 2.828 inscritos, enviados por professores de todas as regiões do Brasil. Um a um, os educadores vencedores eram anunciados pela atriz Denise Fraga, que conduziu a cerimônia. Em vídeos breves e tocantes, a plateia teve acesso a uma amostra dos onze projetos. Em cena, ideias transformadas em prática pedagógica eficaz, norteadas pela coerência nas sequências de atividades e processos avaliativos. No fim de cada projeção, a certeza de que as intenções cumpriram seu propósito. Geraram aprendizado.

Já pelo fim da festa, à fruição do show de João Bosco somou-se um outro ingrediente já comum a cada edição do Prêmio: o suspense. Aos som dos primeiros acordes do violão, um grupo de seis pessoas precisou se retirar da sala. Seus nomes são referência no mundo da Educação: Maria Malta Campos, pesquisadora da Fundação Carlos Chagas; Nilson José Machado, professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo; Sofia Lerche Vieira, docente da Universidade Federal do Ceará; Sonia Madi, coordenadora da Olimpíada de Língua Portuguesa; Vera Placco, pesquisadora da Fundação Carlos Chagas e Ruy Aguiar, especialista de projetos do Fundo das Nações Unidas para a Infâcia (Unicef). Coube a eles a tarefa de escolher, entre os 11 finalistas, quem seria eleito Educador do Ano. “Em 2011, o conjunto de projetos esteve particularmente forte, motivo de orgulho para todos os envolvidos no processo”, afirma Regina Scarpa, presidente do júri coordenadora pedagógica da FVC.

Às 22h30, a voz de Roberto Civita, presidente do conselho da Fundação Victor Civita pôs fim ao suspense. “Sem discurso. A educadora do ano é Fernanda Pedrosa de Paula”, representante de Minas Gerais, autora do projeto "Respeitável público: o circo na escola" que jogou luz ao trabalho de consciência corporal e inclusão de alunos com deficiência na Educação Física, com turmas de 4º e 5º anos. “Almejamos que a valorização do educador seja inerente à profissão de professor”, discursou, emocionada, enquanto a Sala São Paulo reconhecia o mérito de pé, aos aplausos.


Fonte: Abril.com.br

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Uma nova política de uma nova geração

 Reunião da JPT

 O Brasil vive um momento desafiador. Ao mesmo tempo em que é palco de conquistas sociais reconhecida pelo mundo, possui a maior geração de jovens de sua história: somos aproximadamente 60 milhões de brasileiros, com idade entre 15 e 29 anos.
Por muito tempo, ao se falar de juventude, era comum o recurso ao saudosismo. Em oposição aos engajados da “geração de 68”, a nova geração de jovens seria apática, despolitizada e quando muito teria tido seu último suspiro político nas mobilizações estudantis do Fora Collor. Desconstituía-se, assim, não só a memória de ações reais de toda uma década, como a própria ideia de participação, organização e ação coletiva contemporânea.
A Geração Coca-Cola, cujos heróis “morreram de overdose” e perguntou “Que país é esse?”, lutou e participou ativamente das mudanças políticas dos anos seguintes. Nas eleições, votou em sua maioria pela mudança em 2002 e por sua continuidade em 2006 e 2010. De estatística das desigualdades sociais nas décadas perdidas passaram a ser alcançados pelas políticas sociais e pelo crescimento econômico dos últimos anos.
A estabilidade democrática e as novas tecnologias potencializaram novas formas de participação da juventude. Conectada ao mundo a partir da internet, percebemos nas redes sociais, na ação comunitária ou nas marchas libertárias dos últimos meses, uma atuação coletiva cada vez mais diversificada.
Batalhando no trabalho e nos estudos, a atual geração de jovens é otimista em relação ao país, mas quer muito mais. Vivendo uma fase da vida em que o indivíduo processa de maneira intensa seus conflitos, decisões e sua inserção na vida social, os jovens estão cada vez mais atraídos por novas bandeiras.
Parte importante desta juventude já não se enxerga no jeito “tradicional” de fazer política. Contando com poucos representantes nos espaços de poder e atenta às denúncias de corrupção, deseja mais do que ações pontuais contra malfeitos com a coisa pública. O anseio é por mudanças mais profundas.
Entre os próprios partidos políticos, são poucos os que levam o tema juventude a sério. Quando não são tratados como meros tarefeiros, a visão dominante e instrumental encara a juventude como “celeiro de quadros”, a serem formados para o futuro. A compreensão do jovem como sujeito político do presente, capaz de participar da renovação do projeto político dos partidos, permanece como um grande desafio.
Querendo ou não, os partidos políticos serão chamados a fazer esse debate nos próximos anos. Nas próximas disputas eleitorais, a mera estratégia de comparar os governos petistas com os governos tucanos, apesar de importante, não será suficiente. Aos jovens será fundamental que os partidos apresentem uma agenda de conquistas e mudanças para o futuro, já que muitos pela idade não vivenciaram com tanta nitidez o contraste entre um e outro modo de governar.
Ao ser fundado, o PT promoveu um grande encontro entre a geração de jovens que lutou contra a ditadura e a jovem classe operária presente nas mobilizações da década de 1970 e 1980. É hora do PT surpreender mais uma vez, apostando nas suas novas gerações e na afirmação de um projeto democrático e popular que ganhe corações e mentes da juventude.
A juventude 13 de Tarauacá, representada pela JPT, preocupada com as políticas pública para juventude, está mobilizando jovens que se identificam com a nossa luta e propor uma agenda de debates. As principais conquistas sociais e politica do Brasil e do mundo contaram com apoio da juventude. Em Tarauacá não é diferente, nossos jovens precisam está antenado com seu presente, mais com olhar pra o futuro. A JPT tem realizados ações importantes nas comunidades rurais e serão complementadas com ações que envolva jovens de vários setores na faixa etária de 15 a 29 anos de idade.
Cumprindo uma agenda nacional, dia 30 deste mês será realizado nosso Congresso Estadual da JPT em Rio Branco, estão garantido a participação de 10 jovens petistas de Tarauacá.

Fonte: portal do PT

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Suor e queima de gordura. Qual a diferença?


 Para muita gente, correr debaixo do sol do meio dia ou usar muita roupa enquanto se pratica esporte é sinônimo de emagrecimento, uma vez que acreditam que quanto mais transpirarem, maior será a queima de gordura. Infelizmente, isso não é verdade.

Suar não emagrece, pois o que se perde são apenas água e sais minerais. Depois de uma sauna, por exemplo, a pessoa normalmente vai perceber uma redução em seu peso corporal, mas assim que ingerir o primeiro copo d`água, o líquido perdido vai sendo reposto e o peso acaba voltando ao normal.

No verão, as pessoas suam mais em virtude do aumento da temperatura ambiente. Mas, normalmente, quem está acima do peso transpira mais, uma vez que o acúmulo de gordura tende a reter o calor. Isso faz com que o corpo precise suar mais para refrigerar o organismo. Os magros, por sua vez, transpiram menos, graças a pouca gordura corporal, mas isso depende principalmente da herança genética.

O suor é a secreção natural das glândulas sudoríparas, e é constituído de água (99%) e sais minerais (1%). Essas glândulas estão espalhadas por todo o corpo, mas se concentram nas axilas, mãos, pés, testa e dobras.

Quando a temperatura interna do corpo ultrapassa os 37ºC, o suor age como um mecanismo de refrigeração: os vasos sanguíneos próximos à pele se dilatam e estimulam as glândulas sudoríparas a iniciarem o processo de transpiração.

O organismo, portanto, na verdade, transpira para manter estável a temperatura interna do corpo entre 36 e 36,5ºC, pois, caso contrário, essa temperatura poderia aumentar a ponto de cozinhar os órgãos internos.


Portanto, ao praticar atividades físicas, é fundamental não bloquear a transpiração com a utilização de roupas pesadas. Use roupas leves para que o suor possa sair à vontade, caso contrário, o organismo pode sofrer fadiga.

Para se ter saúde é fundamental que a pessoa respeite seu limite e não estresse seu organismo; dessa forma, é recomendável a prática de atividades físicas nos períodos mais frescos do dia (pela manha ou no final da tarde).

Se você deseja “queimar” aquelas incômodas gordurinhas, a atividade física tem que provocar certo cansaço, mas sempre associado ao prazer, sem sofrimento (quando a perda de líquido através da transpiração é muito intensa o indivíduo pode ficar desidratado, sofrer queda de pressão e até mesmo desmaiar).

Já que com a transpiração não se perde peso, o ideal é queimar gordura de uma maneira gradativa e saudável. Cerca de 30 minutos de atividade física moderada, três vezes por semana (caminhar, correr ou andar de bicicleta) são atividades ideais para isso.
No entanto, até mesmo subir de escada ao invés de pegar o elevador, ou lavar o carro no fim de semana, pode ajudar a queimar calorias. Com esse ritmo de perda de calorias, o indivíduo queima um quilo de gordura por mês (aproximadamente 7720 calorias). A propósito, suar também não desintoxica, porque a principal substância eliminada é a água e não as toxinas. Os rins são os órgãos responsáveis pela eliminação das substâncias tóxicas do organismo.

Lembre-se, os resultados acontecem de dentro pra fora, ou seja, seu corpo passará inicialmente por um processo de adaptação em função dos trabalhos exigidos. Tenha paciência e saiba que você está investindo na sua saúde.

Fonte: guia brasil

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Linha do Tempo: evolução da história

Quando se começa a estudar a Revolução Industrial, a primeira questão a levantar é sobre que tipo de revolução estamos falando. Muitas vezes, entendemos a palavra "revolução" como uma revolta, uma disputa entre grupos políticos, ou até mesmo, uma guerra civil em determinada sociedade. Mas não é disso que se trata aqui.

O sentido que usamos neste caso é o de revolução como uma transformação, uma mudança, uma ruptura com o que há ou havia anteriormente. Ao falarmos, então, de uma "revolução industrial", estamos falamos numa modificação drástica no modo de fabricação dos produtos consumidos pelo homem.

A partir da revolução industrial, o mundo não foi mais o mesmo. Esse processo surgiu principalmente na Inglaterra no final do século 18. Os principais recursos materiais utilizados nessa fase foram o ferro, o carvão, o tear mecânico e a máquina a vapor. É a chamada Primeira Revolução Industrial.

Já a segunda fase do processo, que é conhecida como Segunda Revolução Industrial, dá-se entre 1860 e 1900 e se baseia no aço, na energia elétrica e em produtos químicos.

Hoje, no século 21, acredito que estamos vivendo a era da Terceira Revolução. A Revolução tecnológica, onde se inclui os avanços impostos pela disputa capitalista atual. Confecção de produtos de alta tecnologia e informação.

Acredito, também, que o Acre nesses últmios 12 anos passou por uma transformação. Acredito, ainda, que Tarauacá precisa urgentemente fazer suas mudanças para que possamos evoluir e ter dias melhores. E, por fim, acredito que o entendimento com objetivo de união é fundamental. Jesus deu um exemplo quando se uniu a 12 discípulo para evangelizar o mundo.

Muitos momentos de nossas vida foram e são possíveis documentar, para que gerações futuras possam conhecer nossa história, através do registro em máquina fotográfica, além é claro, de hoje, existirem outros meios.

Fotos importantes da família, dos momentos inesquecíveis, dos amigos e da história podem ser registrados para que o futuro possa conhecer.

 Jorge Viana e Íco (1º candidato a prefeito pleo PT em Tarauacá 

 Dr. Jasone, Íco e Nilsom Mourão, Sec. de Direitos Humanos


Sec. de Direitos Humanos, Nilson Mourão e Valdir Piauhy

 Josman Neri, Dr. Rodrigo e Dr. Jasone

Íco e Gov. Tião Viana 

 Dr. Jasone, Íco e Gov. Tião Viana

 
 Carlos Félix, Velho, Nilsom Mourão e Dr. Rodrigo

Sec. de Direitos Humanos, Nilson Mourão e Josman Neri 

Dr. Rodrigo, Carlos Félix e Josman Neri 

 Carlos Félix, Josman Neri, Nilsom Mourão e Dr. Rodrigo

Foto Histórica 




terça-feira, 11 de outubro de 2011

Seminário do PT em Feijó discute desenvolvimento regional e eleições 2012

O evento contou com a participação de Tião Viana e parlamentares acreanos


Perspectivas de Desenvolvimento” e “Poder Local e Eleições”. Esses foram os temas do Seminário Regional que o Partido dos Trabalhadores do Acre realizou, neste sábado (8), para lideranças, mandatários e militantes do PT de Feijó e Tarauacá.


O evento aconteceu na escola estadual José Gurgel Rabelo, em Feijó, e contou com a presença do governador Tião Viana; do presidente do PT do Acre, Leonardo de Brito; e do secretário executivo de Movimentos Sociais do partido, Manoel Lima.


Também participaram do Seminário, lideranças de Tarauacá, Dr. Rodrigo Damasceno, Edimundo Maciel, Carlinho Félix, Vereador Ezi Aragão, os presidentes do PT de Feijó e Tarauacá Manoel Leitão e Josman Neri, respectivamente, além da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) e dos deputados estaduais Jonas Lima (PT) e Walter Prado (PDT).

Em seu discurso, Tião Viana destacou a importância do empenho da militância da FPA nas duas cidades para garantir a consonância entre as administrações estadual e municipais. Além disso, falou dos investimentos do governo do Estado na região, como na saúde, saneamento básico, geração de emprego por meio da industrialização, a pavimentação da BR-364, a construção de pontes na estrada, entre outras ações.

Vivemos uma época de muitas oportunidades para a população de Tarauacá e Feijó, aliada a um futuro extraordinário que temos para o Acre. Por isso, a luta política na região Tarauacá/Envira precisa crescer do tamanho do futuro do nosso projeto”.

Para Leonardo de Brito, o PT existe não para a construção de carreiras políticas, mas para levar adiante um projeto que vem dando certo para o Acre. “Não estamos ou queremos o poder pelo poder, mas o poder para trazer médicos aos hospitais, para formar mais alunos nas escolas, para pavimentar mais estradas e que chegue a universidade nos nossos municípios”, defendeu o presidente estadual do partido.

A unidade da Frente Popular foi defendida durante o seminário. Os presidentes dos Diretórios Municipais do PT das duas cidades garantiram que a união dos partidos da coligação está sendo trabalhada e não será inviabilizada por disputas por espaço.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Qual a melhor atividade física para perder peso?


A maioria das pessoas que desejam emagrecer, muitas vezes acabam optando por remédios para conseguirem perder peso. O que não é nada saudável, e pode proporcionar sérios riscos à saúde. O melhor para quem deseja realmente perder peso, e diariamente fazer alguma atividade física, ou começar praticar esportes. Sem falar que ter uma alimentação leve, é essencial para quem deseja emagrecer sem utilizar remédios.

Primeiramente é sábio lembrar que o excesso de gordura no abdomem poderá acarretar problemas para a saúde do seu coração. Então, antes da estética vem a sua vida. Muitos alunos perguntam qual é o melhor exercício para perder a barriguinha. Seria a caminhada por mais de 30 minutos? Seria a natação? A aula de spinning? A musculação? O Pilates? E a Hidroginástica?. Enfim, quem quer emagrecer quer perder peso, e perder peso significa ter uma ótima dieta, um bom sono, procurar se estressar pouco e realizar atividade física com gasto calórico considerável.

As atividades aeróbicas são excelentes fontes de gasto calórico. São elas: a caminhada, a corrida (running), a bike (spinning), a hidroginástica, a natação, as aulas de jumping (cama elástica) e as aulas de danças aeróbicas em geral.

A verdade é que a dieta e a atividade física trabalham de uma forma junta. O desequilíbrio pode levar aos extremos como: se eu como mais e faço menos atividades, maior o numero de calorias no organismo e a consequência é um aumento da massa gorda (gordura). Se eu comer menos e malhar mais, maior o gasto calórico, consequentemente maior a perda de gordura e aumento da massa muscular.

Para termos uma noção, uma aula de alongamento de 30 minutos para uma pessoa com 60 kg aproximadamente gastam-se 90 kcal. A mesma pessoa andando devagar 30 minutos na esteira são gastos 156 kcal, já andando mais rápido são 270 kcal. Já na natação esse aluno pode perder entre 250-290 kcal. Correr em terreno plano esse aluno perde aproximadamente 310 kcal e correr numa ladeira ou fazer uma aula de spinning já são 400kcal perdidas.

Por isso é fundamental fazer uma avaliação médica primeiro, um acompanhamento nutricional para detectar seu erro alimentar, uma avaliação física com seu professor e consequentemente seu programa de exercícios. É importante você fazer aquilo que te agrada e que não possa gerar lesões no seu corpo.

Pois bem, vamos nos conscientizar que a alimentação não pode ser exagerada e que a academia está lhe aguardando com uma gama de atividades físicas legais para você poder escolher.

 
Fonte: novartis

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Frente unida por uma Tarauacá melhor...



" Se somente eu lutar por um mundo melhor, um dia eu me cansarei e, certamente, desanimarei diante das dificuldades.


Eu sou um ser humano e tenho também meu limite, por mais que Deus em mim habite...

Mas, se eu tiver o teu ombro amigo e você caminhar comigo, com a fé que abre portas e a tua palavra de encorajamento nem por um momento ficarei desanimado.

Eu irei, sim, além do meu limite e chegarei ao castelo de sonhos que em algum lugar sei que existe...

Eu preciso muito de você e, certamente, você precisa também de mim.
Vamos unir nossas forças para nos tornarmos fortes.

Com o amor sendo um suporte venceremos muitas barreiras e até mesmo a morte...

Não importa o teu passado, limitações que tenhas e nem sua crença também.

Falhas, quem é que não tem? Eu somente espero que você seja sincero, respeite minhas emoções, ajude nos meus erros, mas aponte também as soluções...


Vamos construir um mundo onde haja mais justiça, fraternidade, união, paz, tolerância entre as pessoas e muita solidariedade.


Isso não é uma fantasia e nem falo com precipitação.
Se cada um fizer um pouco, em breve seremos uma nação onde com certeza haverá mais corações..."




segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Fotos Plenária PT Tarauacá: unidade para um novo tempo


Objetivando uma maior aproximação com sua base e fortalecer a unidade, o Partido dos Trabalhadores de Tarauacá realizou neste final de semana, 1º de outubro, sua Plenária Municipal com participação de seus filiados, militantes, simpatizantes e presença do Presidente Estadual do PT, Leonardo de Brito. Os desafios que estão colocados não são fáceis. Um dos pontos fundamental que o PT tem debatido é sobre seu Pacto de Geração, como forma de renovação de lideranças política.

A unidade é primordial para o futuro. O PT tem dialogado bastante com os partidos que compõem a Frente Popular, buscando o entendimento e o melhor para o Projeto. Devemos a cada dia renovar nossos sonhos, muitos já foram realizados, outros serão possíveis se todos tiverem os mesmos objetivos. Nosso projeto político e de desenovlivmento implantado no Acre deve ser o ponto inicial dos debates. É fundamental, nesse momento, constuirmos um novo tempo para Tarauacá, conversando bastante e ouvindo os partidos, lideranças e o povo.


João José, Neto Pró-Link e seu Marroco (filiado histórico)

 Companheiros de Luta

  Carlinho Félix


 Companheiro Antonio de Paiva - velho

 Companheiro Quirino

 Dr. Jasone Silva

 Profa. Fca. Aragão, Josman Neri, Leonardo de Brito e Dr. Rodrigo Damasceno

Assis Souza, Tadeu Moreira, Fca. Aragão e Josman Neri

 
Fala do Assis, ao lado, os médicos Jasone Silva e Rodrigo Damasceno

 
 Companheiro Luis Carlos "Tumba"

 Plenária



 Porf. Cláudio, Van e Joel Vieira



 Lázaro (presidente PSB), Josman Neri (presidente PT) e Eltinho (presidente PL)

Fco Batista (vereador do PDT), Josman Neri (PT) Lázaro (PSB) e Eltinho (PL)


Fala do presidente Estadual do PT, Leonardo de Brito 


Dr. Jasone Silva e seu Íco, 1º candidato do PT a prefeito (1988) 






 seu Íco, Dr. Jasone, Evandro Dias e Léo de Brito

Companheiro Moza, figura histórica do PT 




 Unidade