quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Presidenta Dilma sanciona Decreto que eleva o salário para R$ 622,00


A presidenta Dilma Rousseff assinou dia (23) o decreto que determina o valor de R$ 622,00 para o salário mínimo a partir de janeiro de 2012.

Publicado no DOU, o decreto 7.655 define o valor de R$ 622 para o salário mínimo a partir de 1º de janeiro de 2012. O novo valor representa um aumento de 14,13% em relação ao atual, de R$ 545. Com o reajuste, o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 20,73 e o valor pago pela hora de trabalho será de R$ 2,83.

O método de reajuste do salário mínimo foi definido por meio de uma medida provisória aprovada pelo Congresso Nacional. A lei que fixa a política de reajuste do salário mínimo estabelece que o valor será reajustado, até 2015, com base no INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor do ano anterior mais a variação do PIB de dois anos antes.

O novo salário mínimo de R$ 622 terá impacto de R$ 23,9 bilhões nos gastos públicos em 2012. A maior parte desse montante corresponde aos benefícios da Previdência Social no valor de um salário mínimo, que serão responsáveis pelo aumento de R$ 15,3 bilhões nas despesas do INSS.

DECRETO Nº 7.655, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011.
Regulamenta a Lei nº 12.382, de 25 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre o valor do salário mínimo e a sua política de valorização de longo prazo.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. da Lei nº 12.382, de 25 de fevereiro de 2011,
DECRETA:
Art. 1º A partir de 1º de janeiro de 2012, o salário mínimo será de R$ 622,00 (seiscentos e vinte e dois reais).
Parágrafo único. Em virtude do disposto no caput, o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 20,73 (vinte reais e setenta e três centavos) e o valor horário, a R$ 2,83 (dois reais e oitenta e três centavos).
Art. 2º Este Decreto entra em vigor no dia 1º de janeiro de 2012.
Brasília, 23 de dezembro de 2011; 190º da Independência e 123º da República.

DILMA ROUSSEFF
Guido Mantega
Paulo Roberto dos Santos Pinto
Miriam Belchior
Garibaldi Alves Filho


Fonte: jusbrasil.com.br 

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Correr faz bem

Além de queimar gordura e aumentar a resistência, correr traz benefícios que você não enxerga e se espalham por todo o corpo. Confira como essa atividade física age dentro de você, segundo José Carlos de Campos Velho, clínico geral dos Hospital Beneficencia Portuguesa, em São Paulo.

Cérebro
Depois do exercício, produz e libera endorfina, um neurotransmissor que proporciona sensação de bem-estar. Essa droga natural também contribui para o aumento da disposição e da tolerância ao esforço físico, o alívio de dores e stress e a melhora do sistema imunológico.

Coração
Fica mais resistente e ciente. A corrida melhora o fluxo sanguíneo nas coronárias (artérias que irrigam o órgão) e estimula a capacidade de contração do músculo cardíaco. Tudo isso afasta o risco de aterosclerose (estreitamento de vasos por placas de gordura) que leva ao infarto.

Pulmões
Trabalham com mais eficiência, porque o exercício melhora o desempenho dos músculos envolvidos no processo respiratório (intercostais, abdominais e dorsais) e expande a capacidade da caixa torácica. Respirando mais e melhor, você expulsa o ar residual que fica “preso” nos pulmões de gente sedentária e oxigena todos os tecidos do corpo.

Músculos das pernas
Correr regularmente aumenta o número e o volume das fibras musculares, que ganham força, resistência e capacidade de contração. A cada seis semanas, durante uma semana, diminua pela metade o ritmo em que costuma correr e a distância percorrida. Isso ajuda seu corpo a se recuperar do esforço e afasta o risco de lesões.

 Fonte: boa forma

Respire bem e melhore o seu desempenho na atividade física


Respirar é uma ferramenta indispensável para a nossa sobrevivência. O oxigênio que chega aos pulmões é transferido para o sangue, espalhando-se para todo o corpo, abastecendo as células e produzindo a energia necessária para manter o organismo em constante atividade.

Porém, a importância da respiração excede esses limites, e é responsável por uma significativa melhora no rendimento do exercício físico e da saúde física e mental.

Muitas pessoas dizem que “não sabem” respirar. Na verdade, o que aprendemos a desenvolver ao longo do tempo é a habilidade de controlar a respiração, isto é, administrar a quantidade e a intensidade de inspirações e expirações.

Exercícios aeróbicos são suportes essenciais para o aumento da capacidade cardiopulmonar, facilitando o trabalho do sistema respiratório. Na caminhada, é mais fácil coordenar a respiração, diferentemente de uma corrida, que exige mais oxigênio e dobra a frequência respiratória.

Entretanto, a dica é respirar livremente, de acordo com a intensidade da sua atividade. Coordenar a respiração durante o exercício faz com que você o desempenhe de forma incompleta. Atletas de alta performance, por exemplo, usam o diafragma para respirar com mais qualidade.

Outro fator importante são os horários escolhidos para a prática de corridas ou caminhadas. Entre as 5h e 7h da manhã, é o período mais indicado, já que o sol está fraco e a poluição mais moderada, além de proporcionar mais ânimo para o restante do dia.

Evite exercitar-se entre as 10h e 16h, quando o sol é mais intenso. Depois das 17h, o popular “horário de rush” aumenta excessivamente os gases poluentes no ar, prejudicando a respiração.

Por último, aprender a respirar pelo nariz é essencial, já que ele é mais preparado para receber o oxigênio que chega até o pulmão. Os pelos ajudam a remover as impurezas do ar, além de aquecê-lo a uma temperatura mais próxima do corpo.

Para obter um maior êxito em suas atividades físicas, é fundamental que você aprenda a respirar corretamente. Além dos benefícios já citados, o controle da respiração ajuda a lidar com sentimentos de ansiedade e medo, que aumentam a frequência cardíaca. E, quanto mais oxigênio seu coração bombeia, melhor será o seu condicionamento físico.

Fonte: g1

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Um pouco da história



Disse Jesus: aquele que crer em mim, ainda que esteja morto viverá

Jean, Josman e Evilázio


"Começar de Novo e Rever a Vida..." .
A vida nos reserva surpresa a todo instante, não tem como fugir d'elas. De 2000 a 2004 fiz parte da turma que estava cursando graduação em Educação Física pela UFAC, aqui em Tarauacá. Evilázio fazia parte da turma. Nas aulas Evilázio era muito brincalhão e parceiro. Nós, eu e ele, formamos a dupla durante 4 anos, era, indiscutivelmente, a melhor da turma. Um dos trabalhos que mais chamou a atenção no curso foi o de pesquisar sobre as olimpíadas de 1936. Quem fez o curso sabe do que estou falando e como era legal a turma.

Quando nascemos as pessoas riem e nós choramos. Quando morremos, nós sorrimos e as pessoas choram, ou seja, não estamos morrendo, estamos apenas indo viver em outra vida, mas sempre estaremos presente ao lado das pessoas que amamos.

Em fim, digo que, como matéria que somos, só temos uma oportunidade na vida para fazer d'ela um momento especial de amor e fraternidade. Talvez, amanhã, não estaremos mais no corpo de hoje. Então vamos valorizar a relação e o amor. É momento de reconciliação, avançar na vida, esquecer o que ficou de mágoa e nos redimir dos erros. Olhar para o próximo e aproximar pessoas. Jesus nos ensinou isso, quando esteve na terra.

Essas são mensagens que gostaria de transmitir a quem passou por momentos difíceis, especilamente, aos familiares de Evilázio.
Um abraço, Feliz Natal e bom final de semana pra todos e todas!

PT de Tarauacá se reúne com Daniel Zen, membro do Diretório Estadual e Secretário de Educação do Acre


Um ano chega e outro vai. Nesse momento projetamos sonhos para o futuro e avaliamos ganhos e perdas do ano que termina. O PT de Tarauacá em reunião de seu diretório nessa semana com Daniel Zen, membro do Diretório Estadual e Secretário de Estado de Educação, se propôs a fazer esse exercício.

Na reunião podemos destacar os avanços e conquistas na Educação nesses 13 anos de Governo da Frente Popular. Podemos fazer uma breve avaliação da atuação política partidária e de Governo do Partido dos Trabalhadores para que possamos de forma integrada realizar sonhos e tornar o Acre cada vez melhor para se viver.

O PT, no conjunto de sua estrutura e programa, visa trabalhar para melhorar a vida de quem precisa, e isso, não se constrói isoladamente e nem do dia para a noite, mas é preciso reconhecer que muita coisa mudou. O povo brasileiro e acriano soube escolher bem seus governantes, e consequentemente, mudar o Acre e sua forma de viver.

Parabéns ao povo brasileiro, ao povo acriano e ao povo de Tarauacá!

Feliz Natal e Feliz Ano Novo!
  






 








quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Erros comuns na academia


1. O Aluno chega na academia e quer começar a malhar imediatamente. O ideal é que o aluno primeiramente seja submetido a uma avaliação física e médica para descobrir o seu verdadeiro estado clínico e a sua condição física, e a partir daí ter um plano de exercícios para seu objetivo.

2. Começar a treinar sem uma orientação. Em muitos casos o aluno começa a treinar da forma como algum amigo lhe disse que era o correto, e não procura orientação do instrutor de sua academia, isso pode prejudicar sua performance e os seus objetivos não serão alcançados, alem do risco de lesão.

3. Realizar qualquer exercício físico sem um aquecimento específico. O aluno chega sempre com pressa, porque nos dias de hoje o tempo é bem limitado e começa a treinar sem uma preocupação preliminar. Dessa forma o mesmo pode adquirir uma lesão ou até uma perda no rendimento dos exercícios. Faça sempre aquecimentos e alongamentos antes e depois do treino.

4. Realizar atividade física sem se alimentar. O corpo precisa de combustível para funcionar e funcionar bem para responder aos exercícios na hora do treino, e para isso uma alimentação bem balanceada antes dos treinos é muito recomendada. O aluno acha que ficar sem comer vai ajudar a perder peso e acaba em muitos casos prejudicando seu treino e seu corpo.

5. Trabalhar com uma intensidade ou uma sobrecarga acima do que é recomendado para o seu corpo. O aluno, em muitos casos, trabalha em uma intensidade que não é adequada, aumenta seus pesos e séries de uma hora para outra sem orientação. Na musculação elevar as cargas com pouco tempo de treino e sem orientação pode acarretar uma lesão.

6. Não utilizar roupa adequada para atividade escolhida. Existem pessoas que vão para a academia de calça jeans, chinelo, tênis impróprio, camisa de manga longa... o corpo precisa de espaço, ar, conforto durante os treinos e trajes que lhe facilite os exercícios. Use roupas leves e tênis apropriado que facilite a transpiração.

7. Utilizar suplementação sem orientação. Muitos alunos iniciam na academia e já compram suplementos antes de começar a treinar e como o nome mesmo diz o suplemento serve para suprir alguma coisa que está faltando em nossa alimentação e o ideal é procurar um profissional da área para buscar indicação.

8. Deixar seu amigo realizar seu treino. Isso acontece muito. Em alguns casos quem está acompanhando seu exercício, seu parceiro de treino, faz toda a força que você deveria fazer na execução do mesmo, desse modo você não conseguirá bons resultados. O ideal é que o parceiro só lhe ajude quando nas ultimas repetições, você estiver exausto, quase sem força, aí sim é hora daquela mão santa.

9. Treinar somente em períodos importantes. O aluno entra na academia ou fica sem treinar e aí vem o carnaval,o casamento de alguém, uma festa, o verão e ele volta a treinar muitas vezes no ritmo que estava ou até mais forte, sendo que o nosso corpo necessita de estímulos ordenados. Sendo assim, um treino em que só é realizado em datas importantes, com intenção de resultado rápido, dificilmente pode dar resultado. O mais provável é adquirir uma lesão e perder o interesse pela atividade física e isso acontece muito. Se você parou os treinos deve reiniciar do zero.

10. Executar os exercícios sem se preocupar com a postura. A maioria das pessoas não se preocupam com sua postura durante o treino, fazem de qualquer forma. É muito importante a postura correta na execução dos exercícios, quando não, causam muitas dores e lesões, podendo deixar o aluno até semanas com dores localizadas ou generalizadas, afastando-o da academia por um certo período.

11. Treinar um tempo maior do que foi recomendado. Muitos alunos chegam na academia e querem resultados rápidos e ficam de 3 à 4 horas treinando sem parar, muitos até malham todos grupos musculares num dia só. O tempo recomendado de treino é 1h (uma hora) por dia, que pode se estender um pouquinho, mas que não deve passar de 2h (duas horas) por dia.


Fonte: treino em foco

Exercício Físico: dores pós-treino



Depois de um treino pesado, a maioria das pessoas relatam dores musculares nas partes treinadas, esta dor aparece entre 24 e 48 horas depois do treino e podem durar até mesmo uma semana. Isso acontece muito.

Quando você treina, você literalmente desgasta o tecido muscular. Durante os dias que seguem, o músculo começa a se reconstruir, é obvio que isso só acontece se o praticante der o tempo necessário para essa reconstrução. Este processo de reconstrução cria novos tecidos musculares que serão mais fortes e maiores do que antes é o que chamamos de processo de hipertrofia muscular.

Toda vez que você der um novo estimulo “choque” em seus músculos, com um novo programa de treino, aumento de peso, novos exercícios, quantidade de séries e repetições que o seu corpo não está acostumado, é muito provável que você virá a sentir dores musculares no dia seguinte.

Se os seus músculos ainda estiverem doendo no dia em que for treinar/fazer o mesmo exercício e se a dor não for tão intensa, você pode treinar tranqüilamente, após o aquecimento do músculo esse restinho de dor desaparecerá, porém se a dor ainda for intensa, isto é sinal de que o músculo ainda não se recuperou completamente. Você ainda está reconstruindo o tecido muscular danificado do último treino, treinar novamente só irá prejudicar o crescimento muscular, e pode ocorrer perda de massa magra.

Como evitar estas dores depois do treino ?
Sugerimos que você primeiramente aprenda a gostar desta dor em vez de tentar evitá-la, pois se você realmente quer ganhar massa muscular e os seus treinos são pesados, a dor vai estar sempre presente, mas você pode minimizá-la pelo menos um pouco. Uma dica simples são exercícios aeróbicos e se alongar após o treino, fazendo o sangue se concentrar nas áreas treinadas.

Por exemplo: para quem tem muitas dores nas pernas no dia seguinte a um treino de perna, após exagerar nos agachamentos, você pode fazer 10 minutos de bicicleta logo após o treino, seguido de um bom alongamento somente nos músculos inferiores. Isto além de diminuir as dores, pode evitar lesões. Massagem também pode ser uma alternativa.

De uma forma ou de outra, a dor depois do treino é algo benéfico para os seus objetivos. Se você treina apenas para manter a boa aparência ou por recreação é outra história, essa dor pode ser a má execução dos exercícios, mas se você treina para crescer a dor é algo que você terá que ter para si e para ter resultados. O lance é destruir o músculo durante o treino e depois descansar o máximo e alimentá-lo de forma correta para ocorrer o ganho de massa muscular.

OBS: Não existem suplementos que possam ajudar a diminuir esta dor, o que você pode fazer é uma suplementação pós-treino com proteína, carboidratos e glutamina, isto aumentará a velocidade da recuperação do músculo, mas mesmo sem isso a dor aparecerá do mesmo jeito.



terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Trabalhadores rurais de Tarauacá recebem do Governo do Acre mais uma grande obra

A definição do governador Tião Viana em nomear pessoas competentes e que conhecem a região para responderem pelos setores do estado em Tarauacá foi sem dúvida uma boa decisão. No Deracre de Tarauacá, Assis Souza, gerente local, ao longo desses meses em que assumiu, têm feito um trabalho diferenciado, transparente e ouvindo os trabalhadores, sindicatos, associações, cooperativas, objetivando fundamentalmente definir suas ações e metas a partir da participação popular. 

Neste último sábado, dia 17 de dezembro do corrente, na comunidade do P.A. Novo Destino - alto suíço, o Deracre promoveu mais um encontro com os trabalhadores da região para entrega de obras e serviços, cumprindo assim, mais um compromisso que fora assumido pelo governo na comunidade.

Em reuniões anteriores na comunidade o Deracre assumiu alguns compromissos, dentre elas: manutenção de 5 km de ramal existente e ampliação de mais 5 km, visando beneficiar mais famílias residentes dentro do projeto e que não tinham como transportar sua produção rumo a beira do rio e consequentemente à cidade.

Nós estamos reunidos para entregar à comunidade os 05 km de manutenção, 08 km de ampliação e mais uma das maiores conquistas para os moradores da região, uma bela ponte estaqueada de 24 metros, sobre o igarapé suíço. esta é mais uma conquista dos trabalhadores, fruto de um governo que está preocupado em melhorar as condições de vida do povo do Acre, assumindo compromissos verdadeiros e servindo as pessoas de todo o coração”, disse Assis Souza.

Participaram do encontro cerca de 200 pessoas da região. alguns trabalhadores ficaram emocionados, dizendo, “é um sonho para todos a limpeza , ampliação do ramal e principalmente a construção da pontes, pois quando o igarapé enchia não tinham como nós passar com a produção, passava dias esperando a água baixar para poder atravessar, chegamos várias vezes transportando pessoa doente em rede e chegava na beira do garapé não tinha como nós passar, agora podemos passar qualquer hora que não tem dificuldade. Por isso nós queria agradecer o governador Tião Viana, ao Assis e aos Vereadores e todos que nos ajudou”.

Estiveram presentes no encontro outras lideranças além do gerente do Deracre, Assis Souza, Vereadores Ezi Aragão, Luis Meleiro e Manoel Monteiro que afirmaram que todas essas conquistas são frutos do trabalho de um governo sério e que respeita as pessoas como verdadeiros seres humanos.

O presidente do STR, José Marlino falou da importância da organização dos trabalhadores rurais e que o papel do sindicato é de cobrar bastante dos governos, reconhecendo os avanços e conquistas obtidas, mas infelizmente somente o governo do estado e o governo federal têm apresentado algumas conquistas aos trabalhadores, pois o governo municipal não tem se preocupado com os trabalhadores rurais.

Os presidentes das Associações em torno do P. A. Novo Destino, Neto, Quirino, Raimundo e Valcir, falaram das grandes batalhas já enfrentadas em outros momentos sem sucesso. Nossa comunidade enfrentou muitas dificuldades, agora vemos que a cada dia as coisas estão melhorando e nós queremos agradecer ao governador Tião Viana, e ao gerente local do Deracre, o Assis.


antes


durante


depois



domingo, 18 de dezembro de 2011

A arte da fuga: como não aprender com os erros


Quando terminava a I Guerra Mundial (1914-1918), o czar Nicolau da Rússia enfrentava sérias contestações domésticas. Não só o regime era autoritário e suscitava sérias impopularidades, como sofria graves revezes na Guerra, a exemplo, a economia que em relação ao ocidente estava muito atrasada. Eventualmente os vários movimentos revolucionários derrubariam o czar em 1917 na Revolução de Fevereiro, e o poder seria tomado pelos bolcheviques, liderados por Lenine, o Lenin, em Outubro do mesmo ano.
Seguiu-se uma guerra civil (1918-1922), entre "Vermelhos" (revolucionários e comunistas) e "Brancos" (conservadores, monárquicos, liberais, pró-ocidentais, socialistas moderados), ganha pelos primeiros. Durante este período, e para manter o Exército Vermelho e o regime que começava, vigorou o sistema econômico de "Comunismo de Guerra" (1917-1921), que consistia numa lei marcial absoluta em que toda a economia era controlada pelo Estado e a iniciativa e propriedade priva das eram suprimidas.
Apesar de quase cumpridos os objetivos políticos e militares, logo ficou patente que o Comunismo de Guerra tinha sido um fracasso econômico— a economia tinha regredido a níveis muito inferiores aos da Grande Guerra. Primeiro Trotsky (1920) e depois Lenin (1921) propuseram então a Nova Política Econômica (NEP - 1921-1928) que consistia numa restauração da propriedade privada de algumas partes da economia, nomeadamente agricultura e pequeno comércio.
Entre muitas medidas liberalizadoras, a NEP permitia que os agricultores comercializassem parte dos seus excedentes de produção (que anteriormente eram confiscados pelo Estado). Em consequência, e apesar de se manter a estrutura de pequenas quintas e explorações familiares, deu-se uma espetacular recuperação da atividade agrícola, cuja produção reverteu para níveis pré-Guerra. Libertara-se o potencial da imensa terra arável dos territórios soviéticos. Mas esta lição foi rapidamente esquecida.
Penso que os erros e acertos devem ser avaliados de forma minuciosa para que gerações futuras possam, fundamentadas nas suas ações cognitivas, avançar em pesquisas, estudos e atitudes políticas que visem o melhor  para o bem comum.
Devemos olhar para dentro de nós mesmos. Fazer uma avaliação das nossa ações, do que estamos fazendo para melhorar o ambiente em que vivemos. Pensar que ninguém constrói melhorias de um povo sem a participação do coletivo. Avançar cada vez mais, com participação de muitos, é fundamental para consolidar a união e agregar valores e atores na construção de um mundo melhor.


quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Jpt: Juventude Petista concluindo ações.


A JPT está de parabéns pela iniciativa. A construção e luta por uma cidadania mais justa e igualitária se faz com muito esforço e responsabilidade. O pacto de geração do PT é a oportunidade que temos para apresentar novas lideranças comprometida com os princípios básicos do Partido dos Trabalhadores. O PT está com olhar para o futuro. O futuro é agora, as ações representa o início de uma nova história para a juventude petista de Tarauacá. Parabéns!


O que você Gosta de Fazer em um dia de folga?
Por Rodrigo Damasceno

Neste último Sábado (03/04/2011) visitamos a Comunidade do Ramal do Cachoeira em um evento promovido pela Juventude do Partido dos Trabalhadores, JPT Tarauacá. A Juventude PT gosta de enfrentar a adversidade para ajudar ao Próximo.

No dia do evento fomos avisados que havia chovido e que o mesmo estava muito ruim, inclusive aconselhados a adiar o evento. Mas como poderíamos adiar a esperança da comunidade em nos receber? Foi então que respondi: "Ainda bem que no dia que vamos visitar o ramal choveu, assim conhecemos a realidade mais adversa dessa comunidade e desta forma valorizamos e olhamos de forma mais especial para a Comunidade do Ramal do Cachoeira".



E como se anunciava a profecia, não foi fácil a nossa ida; mas quando chegamos na comunidade o carinho pelo qual fomos recebidos valeu cada metro ou melhor centímetro de lama enfrentada.


O Evento contou com um grande churrasco promovido pela JPT em Parceria com a Comunidade, Torneio de Futebol e atendimento Médico.


O que me deixou também sensibilizado foi a garra e a determinação desses Jovens que não se intimidaram diante das dificuldades e foram os idealizadores do evento; bem como, mesmo não sendo portadores de grandes recurso - afinal de contas muitos deles estão desempregados e não contaram com nenhuma ajuda institucional - o pouco que eles tem resolveram dividir e compartilhar com os que tem menos ainda.


A Juventude PT nos orgulha cada vez mais por sua determinação, coragem, ideal e principalmente por seu comprometimento com a causa social que foi e sempre deve ser a Marca do Partido dos Trabalhadores.



terça-feira, 6 de dezembro de 2011

As mulheres e a desigualdade social


Foi a partir da entrada da mulher no mercado de trabalho que a descriminação ficou mais clara.

Muito se tem discutido sobre a desigualdade de condições entre homens e mulheres no contexto mundial. O assunto veio agora à tona com a divulgação do último Índice de Desigualdade de Gênero (IDG), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). O IDG é um dos indicadores complementares ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e, assim, reflete a desigualdade entre homens e mulheres em três dimensões: saúde reprodutiva, capacitação e mercado de trabalho, de acordo com o Pnud.
O espantoso foi que nesse ranking que sublinha a participação feminina nos aspectos mais justos do pleno exercício da cidadania, a desigualdade de condições entre homens e mulheres deixa o Brasil atrás de 79 países em um total de 146 nações, conferindo-nos a 80ª posição, atrás do Chile, da Argentina, do Peru, do México, da Venezuela e até de árabes como a Líbia, o Líbano e o Kuwait.
Mas a questão que inquieta é o motivo pelo qual ainda estamos nessa condição, apesar de todo o esforço do governo federal, da mídia, dos programas de conscientização, da luta dos movimentos em prol da participação da mulher em todos os setores da sociedade. Existe em nossa sociedade, na realidade, um machismo velado, quer em razão da nossa colonização latina, quer também pela cultura equivocada da produtividade. No entender de alguns empregadores, a participação feminina no trabalho serve para complementar a renda familiar. Nessa relação empregada/empregador, a legislação trabalhista contempla direitos legítimos na defesa da mulher nos seus aspectos mais genéricos, como gravidez e amamentação, o que muitas vezes, infelizmente, acentua essa disparidade apontada pelo Pnud.
Em algumas profissões liberais as mulheres já são maioria no Brasil. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o número de advogadas já supera o de homens entre os inscritos na Ordem. Elas já são 50,51%. Isso demonstra que pelo menos na ponta de defesa dos interesses da justiça do cidadão no nosso país, as cidadãs advogadas já são maioria, e ninguém melhor para representar os nossos interesses perante os tribunais do que aquelas que agora, com esses dados na mão, mais combativas estarão da busca pela justiça.
Pelo menos nesse aspecto temos do que nos orgulhar, mas muito temos ainda que trilhar para, de forma justa, integrarmos a força de trabalho feminina no nosso país. Agora, cuidado! Em vista à particularidade dos dados da OAB, mulheres injustiçadas defendidas por advogadas, agora em maioria, estarão bem representadas e, portanto, para nós homens, é bom logo revertermos esse índice.
Mulheres no Mercado de Trabalho
 
Foi a partir da entrada da mulher no mercado de trabalho que a descriminação ficou mais clara, pois ao vê dos homens isso fez com que destrua a antiga imagem da sociedade tradicional, com a mulher no seu papel de esposa, mãe, administradora do lar e educadora de filhos. Mesmo as mulheres tendo uma boa educação e um grau de escolaridade alto elas não eram empregadas. Os homens tinham receio de empregá-las e futuramente elas se desenvolverem nos cargos e eles “ficarem pra trás”. Por isso que a maioria das mulheres empregadas eram as que tinham menos escolaridade.

Foi a partir de 1933, graças ao aumento de exigências na competição por postos de trabalho essas mulheres com o 2º grau completo foram empregadas. Mesmo assim apresentavam taxas de desemprego duas vezes maiores que as masculinas.

Estatísticas mostram que o maior número de evasão feminina nas 4 primeiras serie do primeiro grau é superior á dos meninos, justamente nas series em que suas chances são maiores. Para os meninos é a partir da 5ª serie que se instala um maior nível de evasão, junto com a necessidade de exercer um trabalho. Mas foram as mulheres jovens que reduziram ainda mais que os homens jovens seu analfabetismo. Já as mulheres mais velhas, apresentam uma situação mais desfavorável que a dos homens velhos em termos de analfabetismo.

Fonte: pnud

Como queimar gordura nos treinos: exercícios fisico e alimentação


Qual o segredo?
Se quiser perder gordura corporal, só fazer exercícios físicos não basta. Você deverá também controlar sua alimentação, porém sem abrir mão dos carboidratos. O organismo mobiliza a gordura pelo déficit de energia. Para emagrecer basta seguir a regra matemática: gaste mais energia do que consume.

Treinar aumenta o apetite! Então o segredo é fracionar e variar. Coma de três em três horas e varie os alimentos. Com o tempo, se adapta e naturalmente você prestará mais atenção ao que come e gradativamente adotará hábitos e alimentos mais saudáveis.

A alimentação não pode fugir do controle. Por este motivo que ter um acompanhamento nutricional é fundamental. A nutricionista por perto pode ajudar no controle ou descontrole da comilança. Ao mesmo tempo em que você pode se empolgar com a queima de calorias que os exercícios proporcionam (uns mais que outros) e assaltar a geladeira, no extremo oposto; pode ser radical e fechar a boca para perder mais peso em menos tempo. As duas situações estão erradas!

Se comer mais do que gasta, irá engordar, e se comer menos, irá emagrecer. Por isso a alimentação deve sofrer alterações quando uma atividade esportiva é incorporada à rotina, mas isso não significa que está liberado de comer tudo o que deseja!

Como funciona?
Antes de usar a gordura (lipídio) como fonte principal de energia, o organismo utiliza o carboidrato (glicose) disponível no corpo, nossa maior fonte de energia.

Como as moléculas de gordura são bem maiores que as de carboidrato, elas precisam de mais tempo para serem quebradas e jogadas na corrente sanguínea. O carboidrato é, portanto, queimado antes da gordura, pois é oxidado sem a presença de oxigênio, situação que ocorre no início do exercício. Ele já está presente no músculo para ser prontamente utilizado.

Já a gordura, precisa ser mobilizada, transportada para o músculo, entrar no músculo para então ser oxidada. Portanto, no início da atividade física o organismo consume mais carboidrato do que gordura, depois inverte.

Para que isso ocorra desta maneira, ou seja, para que as moléculas de gorduras sejam quebradas e usadas como energia, é necessária a presença de carboidrato no organismo. Caso contrário, a gordura irá se associar às proteínas encontrada nos músculos para realizar a quebra, ocasionando perda de massa magra. E isso não é o que queremos? A perda de massa magra aumenta o risco de osteoporose e promove a flacidez. Por isso é essencial consumir carboidrato antes, durante e depois da atividade. Para eliminar a gordurinha que está em excesso, é preciso fazer exercício físico e escolher os alimentos certos neste momento.


Vou treinar. O que comer?
A alimentação adequada tem um papel fundamental na aquisição e manutenção de uma boa saúde. A nutrição corresponde à conversão de substâncias alimentícias em nutrientes que podem ser utilizados para funções específicas.

A dieta ideal é aquela que fornece todos os nutrientes necessários para um perfeito funcionamento do organismo e que quando consumidos proporcionem energia necessária para manter as funções vitais, tanto em repouso quanto em atividade física.


Saiba o que comer se vai treinar
Para você que é esportista ou atleta, saber o que comer é fundamental para que alcance seus objetivos, sejam estéticos ou de desempenho. O nutriente que menos deve ser reduzido na dieta é o carboidrato. É ele que fornece energia, que conserva e até ajuda a aumentar sua massa muscular. A falta do carboidrato na alimentação mobiliza proteínas dos músculos para obter energia e isso é prejudicial à saúde e aos treinos. Além disso, o correto oferecimento nutricional deste nutriente energético, o carboidrato, pode aprimorar a qualidade do exercício realizado, maximizar o rendimento e reduzir a fadiga (cansaço).

Portanto, saber o que comer é imprescindível antes, durante e depois da atividade física.

O que comer antes de treinar?
O objetivo da ingestão de carboidratos antes do exercício ajuda a manter os níveis de glicemia (energia) para os músculos envolvidos no exercício durante o treinamento ou competição; evita a fome durante o exercício e melhora a performance.

As refeições antes do exercício devem ser ricas em carboidratos especialmente complexos (frutas, arroz, pães, batata e cereais) que são importantes para manutenção da glicemia corporal (manutenção da glicose sanguínea), e "dão pique" para a realização do exercício por um tempo maior;

Seja cuidadoso com alimentos ricos em carboidratos simples como açúcar, doces, mel e refrigerantes e alimentos de alto índice glicêmico que podem provocar um aumento rápido da glicose sangüínea provocando uma sensação de fraqueza;

Não treinar com o estômago cheio: causa indigestão, náuseas e até vômitos;

Quando a refeição pré for almoço ou jantar, fazer de 3 a 4 horas antes e se for um lanche de 1 a 2 horas antes de iniciar o treino;

Deve ser moderada em proteínas e pobre em alimentos gordurosos (frituras, carnes gordas, queijos gordurosos). Esses alimentos possuem a digestão mais lenta podendo causar desconforto gástrico e distensão abdominal;

Em dias de competição evitar alimentos ricos em fibras, como frutas com casca, castanhas, hortaliças cruas e alimentos integrais; e alimentos ricos em lactose (leite), pois podem causar desconforto intestinal.

O que comer durante os treinos?
vita a desidratação, a queda de performance e fornece energia para os músculos que estão sendo acionados no exercício. A correta hidratação visa a reposição de água e dependendo da duração do treino, de eletrólitos (principalmente sódio e potássio). A reposição hídrica não se faz com volume e sim com freqüência de ingestão de líquidos, portanto deve-se iniciar a hidratação antes do inicio do treino e/ou competição.
2 horas antes: ingestão de 500 ml de líquidos (preferencialmente água)
Após 1 hora de treino opte por bebidas isotônicas, que é um repositor energético e hidroeletrolítico; carboidrato em gel ou maltodextrina diluídos em água; que promovem energia imediata para o músculo durante a atividade física.

O que comer após os treinos?
Os músculos se recuperam mais facilmente durante os primeiros 30 minutos: se não conseguir ingerir alimentos sólidos (barra energética, frutas, macarrão, bolacha) ou se não houver disponível, procure beber 2 a 3 copos de suco de frutas ou bebidas ricas em carboidrato (isotônico ou maltodextrina).

Após 2 ou 3 horas faça refeições pequenas ainda ricas em carboidratos, inclua as proteínas (leite, iogurte, peito de peru, frango, peixes), pois auxiliam no aporte de aminoácidos que serão utilizados na reparação das fibras musculares, contribuindo também para o ganho da massa muscular; e continue se hidratando.

Evite alimentos muito gordurosos, pois as gorduras interferem na digestão dos alimentos deixando-a mais lenta.

Treino matinal o que comer

Evitar
Substituir por
Antes
Pão francês com presunto e queijo
Leite com nescau
1 fatia de pão integral com queijo e meio copo de suco light
Depois
Ficar sem comer
1 sanduiche de pão integral, queijo branco e fatias de peito de peru com fruta ou suco natural

Treino no meio do dia o que comer

Evitar
Substituir por
Antes
Ficar sem comer
1 fruta, ou 1 iogurte pequeno de fruta com açúcar
Depois
Hambúrguer e queijo, batata frita, e refrigerante
Salada com azeite, 1 filé médio de frango grelhado e 6 colheres de sopa arroz integral (ou 3 colheres de sopa de arroz branco) e 3 colheres de sopa
de feijão, 1 xícara de chá de brócolis
e 1 copo de suco de laranja

Treino no final da tarde o que comer

Evitar
Substituir por
Antes
Pão de queijo com refrigerante
Um sanduíche de queijo minas no pão integral e suco de polpa natural de fruta ou água de coco.
Depois
Pizza
Meio prato de legumes cozidos (batata, cenoura, etc), 1 filé médio de peixe assado ou cozido e 1 copo de suco de abacaxi

Agora que já sabe o que comer antes, durante e depois de praticar exercícios físicos, aproveite e bons treino!

Lembre-se, hoje é o dia de amanhã que tanto lhe preocupava ontem. (Dale Carnegie)


Fonte: uol.com.br

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Morre Sócrates, a principal expressão entre os jogadores da luta contra a ditadura.

Sócrates participa das Diretas Já.
SanSócrates participa com Casagrande, Fernando Henrique Cardoso e Osmar tos (à dir.) do comício por "Eleições Diretas Já", no vale do Anhangabaú, em São Paulo.

Morreu na madrugada de ontem, dia 4, em decorrência de uma infecção intestinal o ex-jogador de futebol Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, o Doutor Sócrates, como sempre foi conhecido pelos torcedores. Esta foi sua terceira internação em poucos meses. Nas vezes anteriores, Sócrates havia sido internado em decorrência de uma cirrose hepática.

Tendo iniciado sua carreira no Botafogo de Ribeirão Preto em 1974, ganhou notoriedade após sua passagem pelo Corinthians entre os anos de 1978 a 1984, tornando-se um dos maiores ídolos da história do clube. Defendeu também a Fiorentina da Itália e as equipes do Flamengo e do Santos. Foi convocado pela seleção brasileira pela primeira vez em 1979 e defendeu o Brasil em duas Copas do Mundo, as de 1982 e 1986.
Dono de um talento raro e consagrado como um dos maiores jogadores da história do futebol nacional e, consequentemente, mundial, Sócrates também ganhou notoriedade por suas posições políticas.


Foi o principal líder da Democracia Corintiana, surgida no início dos anos 1980. Considerado um dos maiores, se não o maior, movimento político da história do futebol nacional, institui no clube paulista um regime onde assuntos como contratações, escalação do time, locais de concentração etc. eram decididos no voto. Uma verdadeira revolução em um sistema marcado pela ditadura da burocracia do futebol, ainda mais por ter surgido durante a ditadura militar.
A atividade política de Sócrates, no entanto, não se restringiu a Democracia Corintiana, tendo ele participação ativamente no movimento pelas “Diretas Já”.
O funcionamento do futebol, como tudo no Brasil, tinha e ainda tem um caráter profundamente reacionário. E esta é uma das razões da importância de sua atuação política. Ele foi a principal expressão individual dentro do futebol de um amplo movimento de massas surgido no Brasil no final dos anos 70 e que se desenvolveu nos anos 80 para derrubar a ditadura militar. Neste sentido, a própria Democracia Corintiana deve ser entendida como parte de um movimento mais amplo que, no terreno do esporte, lutou contra a ditadura.
Passadas quase duas décadas do fim deste movimento, a comparação com a luta travada pelo fim da ditadura no futebol através da Democracia Corintiana com a luta do movimento de massas pelo fim do governo militar deve ser feita com base nos principais fatos políticos nacionais do período.
Embora tenha tido resultados positivos como os campeonatos paulista de 1982 e 1983, além da enorme repercussão em toda a sociedade, o movimento dirigido por Sócrates não consegui atingir todos seus propósitos pelos próprios limites da luta democrática travada no âmbito político nacional, onde os opositores burgueses da direita e pequenos burgueses de esquerda buscaram uma conciliação. Assim como na política nacional não houve uma derrubada completa da ditadura no futebol e, de uma forma geral, a mesma estrutura da época ainda permanece nos dias atuais. O que mostra que a o regime dito democrático de hoje é puramente de superfície, em todos os âmbitos da sociedade.

A crise política do País também tem seus reflexos no futebol atualmente, fato acentuado pela proximidade com a Copa de 2014 que será disputada no País. É preciso seguir o exemplo de luta deste movimento liderado pelo Doutor Sócrates e fazer um balanço desta luta para derrubar a ditadura da burguesia, no futebol e fora dele.
Sócrates, ao lado do presidente Lula, durante partida entre políticos e ex-jogadores na Granja do Torto, em 2005, em Brasília.

O Doutor Sócrates foi um craque no campo e um grande amigo. Foi um exemplo de cidadania, inteligência e consciência política, além de seu imenso talento como profissional do futebol.
A contribuição generosa de Sócrates para o Corinthians, para o futebol e para a sociedade brasileira jamais será esquecida. Neste momento de tristeza, prestamos solidariedade a esposa, familiares e amigos do Doutor". (Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa Letícia e familiares)

Fonte: Causa Operária