terça-feira, 17 de abril de 2012

Suplementação no futebol


Uma dieta saudável e suplementação adequada têm por objetivo ajudar o jogador de futebol a suportar um treinamento intenso e melhorar seus resultados com um risco menor de problemas de saúde e lesões (o que poderia ocorrer se ele tentasse melhorar os resultados com treinos mais intensos ainda).

A nutrição adequada não pode compensar a falta de habilidade ou condicionamento físico deficiente de um atleta, mas pode ajudar o jogador a potencializar sua habilidade, rendimento e sucesso. Um atleta bem nutrido rende mais, é mais forte, se recupera mais rápido e consegue melhores resultados.

Antes de ingerir suplementos, um atleta de futebol deve se informar sobre o que não é considerado doping. Na dúvida, o melhor é usar suplementos manipulados ou marcas de total confiança, pois muitos suplementos hoje em dia possuem substâncias ilícitas, principalmente os importados, que muitas vezes prometem milagres!

Confira os suplementos mais utilizados e indicados:
1 - Creatina: Suplemento indicado para treinos pesados. Ela melhora a força, potência e consequentemente o aumento de massa muscular, pois o atleta começa a treinar mais pesado. Quem suplementa creatina deve ingerir mais líquidos durante o dia, pois ela retém água, podendo desidratar e causar cãibras;

2 - Cafeína: A cafeína pode ser usada pelo atleta de futebol, pois melhora a resistência, diminui a fadiga, aumenta queima de gordura e estimula o sistema nervoso central (deixa o atleta acordado e mais concentrado). Dá bons resultados na capacidade de executar sprints;

3 - Bicarbonato: A ingestão de bicarbonato de sódio antes do exercício pode melhorar o desempenho em determinadas situações. Há efeitos positivos quando usado em exercícios intermitentes como o futebol. Altas doses podem provocar vômitos, diarreia e cãibras. Testar durante os treinos para ver qual o efeito que ele oferece individualmente para o atleta;

4 - Proteínas e aminoácidos: As proteínas (whey protein, caseína, albumina, etc.), de forma geral, são usadas para aumentar volume de massa muscular e melhorar a força do atleta. Os aminoácidos (BCAAs, leucina, glutamina, arginina) são usados para dar resistência, proteger o sistema imunológico e realizar manutenção da massa magra;

5 - Antioxidantes: Atletas com treinos intensos e diários, como os futebolistas, necessitam de um aporte extra de antioxidantes, afinal, o excesso de treino aumenta a produção de radicais livres no metabolismo, responsáveis pela deterioração do organismo e morte prematura de células. Os jogadores devem apostar em: vitamina C, vitamina E, zinco e selênio;

6 - Carboidratos: Primordial para atletas de futebol. Os carboidratos são as fontes preferidas de energia ao corpo, então, sua suplementação pré, durante e após treino é obrigatória. Além disso, somente uma alta ingestão de carboidratos garante um bom estoque de glicogênio muscular;

7 - Hipercalóricos: São uma mistura de carboidratos, proteínas e gorduras. Os hipercalóricos podem ser usados por garotos que treinam muito e/ou que possuem metabolismo muito rápido e que não conseguem ganhar peso ou aumentar massa muscular.

Todos os suplementos só devem ser usados sob orientação de um nutricionista esportivo, afinal, somente após uma avaliação é que o atleta saberá as quantidades que deverá ingerir e os horários.

anutricionista.com

0 comentários: