sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Acre, 108 anos depois: breves considerações

108 anos de história e luta

17 de novembro de 1903. Hoje, quando fazemos uma reflexão sobre os avanços que o Acre teve nesses anos, percebemos que as condições econômica em que vivemos poderia estar numa posição melhor privilegiada, e consequentemente, os avanços em um nível mais elevado. Atualmente, vemos um Acre diferente, se estruturando e se preparando para fortalecer seu desenvolvimento econômico. O Acre por ser um estado de economia fragilizada, sem industrialização forte, a população acriana se ver refém do poder público, busca qualificação profissional para servir o Estado. Com o chamado desenvolvimento sustentável implantado no Acre, nos próximos 15 anos devemos ter uma economia interna diversificada.

De 1999 aos dias atuais, o Governo do Acre, com Jorge Viana, Binho Marques e agora Tião Viana, tem objetivado formar base estrutural e organizar o Estado com foco no fortalecimento do mercado interno firmando parcerias com Estados e Países vizinhos. Debates pautados no implemento de uma autonomia econômica criando novas alternativas de mercado está sendo um desafio para o Governo do PT, e consequentemente, para a Frente Popular do Acre.

Acredito muito no potencial do povo acriano. Precisamos conjuntamente RE-EVOLUIR, apresentar novos parâmetros gerador de emprego e renda para o povo, propomos a construção de uma nova plataforma de Governo em várias cidades acrianas para que possamos junto com o Governo do Estado, garantir os avanços que o Acre e o povo merecem. Oferecer para as novas gerações a possibilidade de ter dias melhores.

Não podemos apenas celebrar obras do passado, é preciso que se considere os avanços que tivemos ao longo desses 108 anos. Celebrar as conquistas do presente, como o asfalto da BR-364, por exemplo, que ajudará impulsionar o crescimento do Estado e representa a liberdade e afirmação de luta de um povo.

0 comentários: