segunda-feira, 20 de junho de 2011

Exercícios Físicos: pratique com equilíbrio

A prática de uma atividade física é um meio de se manter saudável, recomendada por qualquer profissional de saúde.

Entretanto, segundo o professor José Carlos Simon Farah, do Centro de Práticas Esportivas da USP, começar a fazer uma atividade física requer alguns cuidados. "Imagine uma pessoa sedentária que aos 30 anos resolve começar a fazer algum tipo de exercício físico. Quem ficou parado todo esse tempo tem hábitos de vida não muito saudáveis, uma alimentação inadequada, ou é fumante. Portanto o risco de haver algum problema é maior", explica Farah.
Segundo ele, o objetivo maior de quem quer fazer alguma atividade deve ser a saúde e o resto será conseqüência disso. "Quando alguém começa a praticar uma atividade, a percepção de seu corpo muda e ele vai automaticamente começar a se alimentar melhor e incorporar hábitos de vida mais saudáveis. É uma reação em cadeia", diz.
Por causa da preocupação com saúde, quem vai iniciar algum tipo de atividade deve pedir orientação a um profissional da área de educação física e também fazer uma avaliação médica. "Às vezes assusta as pessoas dizer que para fazer uma atividade você precisa passar no cardiologista, depois no clínico geral e no nutricionista, o indivíduo acaba desistindo. Não é bem assim, é claro que se você tiver acesso a esses profissionais você deve consultá-los, mas hoje o acesso a informação está muito fácil e rápido. Na internet, por exemplo, você vai encontrar informações úteis sem necessariamente falar com um especialista".
A consulta a um professor de educação física também é importante, pois além de ter certeza do modo correto de praticar o exercício sem perigo de se machucar, você pode aproveitar ao máximo o benefício da atividade. "Com a orientação de um professor de educação física, o seu exercício vai render mais naquele mesmo espaço de tempo", comenta Farah. "O investimento que você faz, o tempo que você reserva diariamente para uma atividade pode ser mais bem aproveitado".
ATIVIDADE FÍSICA NO DIA-A-DIA
Hoje a atividade física ainda é encarada um pouco como remédio, o médico recomenda para você não ficar doente. Isso é  um erro. A atividade física deveria ter outra conotação para a população, como se fosse um hábito de vida, incorporado ao nosso dia-a-dia.
Se temos um horário para acordar, para dormir e para entrar no trabalho, deveríamos também reservar tempo para praticar uma atividade. Hoje em dia, grande parte dos problemas musculares e esqueléticos advém do sedentarismo. Tem gente que não faz exercício e tem dor nas costas. Isso é justamente por conta de falta de atividade.
O processo de envelhecimento acarreta na perda de massa muscular e óssea, enquanto a atividade física faz o contrário. Portanto, quem foi ativo durante sua vida passará melhor por esse processo. E inclusive aos 70 anos é possível praticar exercícios para ganhar massa.
SAÚDE E ESTÉTICA

Uma das principais razões pelas quais pessoas começam a praticar uma atividade física é para perder peso e ficarem bonitas. Essa preocupação é válida porque leva as pessoas a praticarem exercícios. "Não podemos ser ingênuos e ignorar que o objetivo do indivíduo muitas vezes é estético, vamos manter a estética também, ela é saudável enquanto não vira fanatismo", comenta professor Farah.
Entretanto, existem pessoas que ficam viciadas em exercícios físicos. Um exemplo disso é o crescimento do número de academias e também do mercado de suplementos alimentares. Assim como a preocupação com a estética, a prática de exercícios físicos virou uma espécie de moda. "Eu acredito que qualquer coisa que incentive as pessoas a irem para a educação física é válida", comenta Farah. "Mas tudo que é levado apenas pela moda acaba sendo prejudicial".
Muitas academias, por exemplo, não contratam profissionais que não estejam de acordo com seu padrão estético, independente de sua qualificação. Os suplementos alimentares também são, muitas vezes, dispensáveis, pois a alimentação diária é suficiente para suprir toda a necessidade de nutrientes de um ser humano. Esse é o lado ruim da moda. Entretanto, as pessoas não podem pensar que a busca pela saúde é a salvação de suas vidas porque isso as leva a fazer exercícios demais.
Portanto, a atividade física é saudável, mas na medida certa e com a orientação apropriada. Para ser saudável é preciso ter um certo equilíbrio. “Quem não faz exercícios vai ter problemas, quem faz exercícios demais também vai ter. Nós precisamos achar um equilíbrio, e, equilíbrio é bom senso e para isso não tem orientação", completa Farah.

Fonte: novartis

0 comentários: